19/06/2024
Início » Após desempenho ruim no debate da Band, campanha de Lula quer ‘discutir’ regras dos próximos confrontos

O clima está pesado nos bastidores de campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Após o primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República, a avaliação do QG do petista é que ele não obteve um resultado satisfatório nos confrontos cravados no eixo da TV Bandeirantes.

A maior frustração se deu nos duelos diretos com o presidente Jair Bolsonaro (PL). As acusações em torno da temática corrupção geraram desgastes ainda maior e acabaram atrapalhando a desenvoltura de Lula.

Como se não bastasse, o assunto corrupção foi protagonista também entre o interesse do público, ganhando destaque nos caçadores de buscas do Google.

Com isso, o PT já se articula para tentar não repetir os mesmos resultados ruins. A partir de agora, a participação de Lula nos debates será analisada caso a caso.

De acordo com Gleisi Hoffmann, presidente nacional da legenda, o foco agora é dialogar para avaliar os formados que estão sendo adotados pelos veículos de comunicação.

“Vamos avaliar convite a convite. Vamos avaliar também os convites de entrevistas. Não há problema nenhum em participar. Queremos discutir um pouco o formato. O formato desse debate é muito ruim,”

declarou a parlamentar.

Conforme noticiou o Conexão Política, o PT entende que o modelo adotado pelo grupo Bandeirantes prejudicou Lula, visto que ele não só foi coadjuvante no programa, como também foi alvo de ataques constantes.

Nos bastidores, é quase consenso o entendimento de que Lula não conseguiu duelar à altura de Bolsonaro, como também não soube gerir o tempo proposto, fazendo com que a organização cortasse o microfone em alguns momentos.

A menos de 33 dias para o Primeiro Turno, o temor é que falhas estratégicas virem rotina no reduto lulopetista e abra caminho para o chamado ‘voto útil’, que pode favorecer a candidatura do atual chefe do Executivo federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *