COLUNA DO CORONEL MENEZES

O Brasil neste último dia 7 de setembro ficou colorido de verde e amarelo, foi a maior demonstração de apoio popular para um político da história do país, não há registro que se aproxime do que ocorreu nesta data, foram milhões de brasileiros empunhando suas bandeiras e entoando gritos de apoio ao Presidente Bolsonaro.

Estranhamente tem alguns fatos que são intrigantes, as pesquisas dizem que todos os concorrentes derrotam o presidente Bolsonaro no segundo turno, do ex-presidiário Lula até o ex-ministro Mandetta, sem esquecer de Doria e Ciro, mas, eles não poem sequer estar no meio de nenhuma multidão, nenhum consegue reunir uma plateia de mil pessoas de forma espontânea para ouvi-los em praça pública. Isso é ima simples contradição ou a palavra adequada seria, MANIPULAÇÃO.

Presença em peso dos manauaras no dia 07 de setembro. Foto: @veteranoraiz

Vou ratificar, todos os candidatos a Presidente que derrotam Bolsonaro não podem sequer andar pelas ruas, enquanto ele, está sempre sendo carregado nos braços do povo e isso acontece em qualquer região do pais, norte, nordeste, sul e sudeste

Todos os candidatos que derrotam o Presidente Jair Bolsonaro vivem a sua forma peculiar de “prisão domiciliar”, não podem sair de casa, são xingados e achincalhados por onde passam, mesmo assim, as pesquisas dizem que sairiam vencedores num confronto direto no segundo turno, a pergunta que fica é: Como isso é possível? Será que nossos olhos estão nos enganando? Nem vou mencionar os ministros do STF.

Não houve limite de idade para o grande encontro na Praça do Congresso dia 7 de setembro. Foto: @veteranoraiz

O Amazonas acompanhou o ritmo do Brasil, milhares de pessoas saíram às ruas para mostrar o seu apoio ao presidente Bolsonaro, Manaus teve três locais de manifestação, a Ponta Negra, a Bola da SUFRAMA e a Praça do Congresso, a minha avaliação é que todas foram bem sucedidas, a Ponta Negra por ser um local que as pessoas gostam de ir e por já ter muitos moradores, a Bola da Suframa mostrou que as igrejas estão com o Presidente, mas, a Praça do Congresso teve um sabor muito especial, milhares de pessoas do povo reuniram-se no centro da cidade e atenderam ao nosso chamado, saímos da praça e fizemos uma marcha pelas ruas, marchamos pela Ramos Ferreira, Getúlio Vargas, Sete de Setembro, Eduardo Ribeiro, foi o QUADRILÁTERO DA LIBERDADE, o centro ficou colorido em verde e amarelo, com bandeiras do Brasil espalhadas e sendo desfraldadas pela multidão que simplesmente ocupou literalmente toda a nossa mais tradicional avenida, um momento indescritível na minha vida, mostrou de forma clara, líquida é incontestável como é imenso o prestígio do Presidente Bolsonaro em nossa capital e como eles estão confiando que o nosso Brasil e o nosso Amazonas terão coragem para mudar.

Confesso que fui surpreendido com a quantidade de pessoas presentes na Praça do Congresso, fiquei emocionado com as manifestações de apoio e carinho, pessoas simples, vindas de todos os cantos da cidade, tudo em paz, com ordem, alegria e harmonia, a praça foi a casa do povo, foi o lugar escolhido para que todos pudessem democraticamente ocupar o seu espaço e mandar a sua mensagem, no dia da nossa independência fomos às ruas para defender a nossa liberdade, agora é aguardar que definitivamente ouçam o nosso grito.

Foi demais!

Selva!

Deixe uma resposta