Você já imaginou ser atendido em uma lanchonete por uma máquina? Esse é o plano do McDonald’s e da IBM que estão em uma parceria para utilizar IA (Inteligência Artificial) nos pedidos de drive-thru, de acordo com o site norte-americano The Futurism.

Durante uma teleconferência de resultados na última quarta-feira (3), Chris Kempczinski, diretor-presidente do McDonald’s, declarou: “Na minha opinião, a IBM é a parceira ideal para o Mcdonald’s por causa da experiência na construção de soluções de atendimento ao cliente através da IA do reconhecimento de voz”.

A rede não deu detalhes de quando implementará essa automatização em pedidos feito drive-thru. Até o momento, a companhia fez alguns testes com o sistema em lojas dos Estados Unidos.

Como se deu o início da automação

Em 2019, a rede de fast-food comprou uma startup de tecnologia, a Appreente, renomeada para McD Tech Labs, que será adquirida pela IBM como parte da parceria.

No último verão nos EUA (entre junho e setembro), o McDonald’s testou a tecnologia da Apprente em diversos restaurantes. Na ocasião, a empresa informou que o sistema já foi capaz de fazer aproximadamente 80% dos pedidos com uma precisão de 85%.

Durante os testes, Kempczinski afirmou que os trabalhadores estavam realmente interessados em contribuir com o sistema. Dessa maneira, o treinamento teve orientações para permitir que o computador fizesse o trabalho esperado sem intervenções.

A rede de lanchonetes está apostando alto em tecnologia para aumentar as vendas, o que pode ser comprovado na ampla implantação de quiosques automatizados de recebimento e entrega de pedidos.

De acordo com o The Futurism, existe uma dúvida da capacidade da IA para atender clientes insatisfeitos no drive-thru. Também é levada em consideração o grau de eficiência que um mecanismo movido por IA pode ter, além dos trabalhadores que terão os cargos perdidos devido à automatização de serviços.

By Livre Pensador

Aqui você encontra a verdade como ela deve ser, clara, limpa e direta, sem manipulação. PORTAL SUPREMO, O ECO DO PODER DO POVO!