19/06/2024
Início » Marcelo Ramos dá calote no PL e deixa dívida de quase R$ 1 milhão

O deputado federal Marcelo Ramos (PSD) deixou o diretório municipal do Partido Liberal (PL) com uma dívida de R$ 939.771,78, relativo a gastos de sua campanha eleitoral, em 2016, quando concorreu ao cargo de prefeito de Manaus, de acordo com um documento que circula nos grupos de whatsapp.

O documento esclarece que tal dívida foi, nos termos da legislação, autorizada pela Executiva Nacional do Partido Liberal e assumida em 17 de novembro de 2016, pelo presidente do diretório municipal, Marcelo Ramos, que encaminhou à Justiça Eleitoral, à época, cronograma de pagamento do débito, bem como a fonte de receita que seria utilizada para tal fim, mas até o dia 27 de janeiro desse ano o débito não foi honrado.

De acordo com o ofício, Ramos deixou de apresentar, como manda a boa prática administrativa, o relatório das atividades desenvolvidas, bem como a prestação de contas do período em que exerceu a presidência do Diretório Municipal do PL, incluindo a dívida de quase R$ 1 milhão de reais.

Ainda de acordo com o documento, em janeiro deste ano, o diretório estadual, presidente por Alfredo Nascimento, comunicou o fato ao Tribunal Regional Eleitoral (TER-AM) informando a situação para que o partido não venha sofrer sansão por conta da dívida.

Ramos encaminhou ofício ao juiz da 2ª Zona do Cartório Eleitoral da Comarca de Manaus, no dia 23 de dezembro de 2021, solicitando sua desfiliação do PL. No dia 2 de dezembro o deputado federal já tinha informado por meio de ofício a renúncia ao cargo de vice-presidente do diretório estadual do PL-AM e de presidente do Diretório Municipal do PL-Manaus.

As informações são do Foco no Fato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *