24/06/2024
Início » Marcha da Família acontece nesse 12 de outubro em Manaus

Com a pauta contra o aborto e em defesa da vida, a Marcha da Família realizará, em todas as capitais brasileiras, um ato histórico pró vida no próximo dia 12 de outubro. Em Manaus, o ato tem à frente lideranças conservadoras dos principais grupos de direita do Estado, que se mobilizam para às 16 horas no Anfiteatro da Ponta Negra.

A Marcha da Família é um ato suprapartidário do Foro Conservador que tem atuação nacional e possui personalidade jurídica registrada sob o CNPJ de número 44672870000182 junto à Receita Federal e proteção e propriedade sobre o nome “Marcha da Família” para atos de rua sob o processo de número 922608415 junto ao INPI.

Diante do ato programado para o dia 12 em Manaus, os Movimentos Endireita Amazonas, Direita Amazonas e Onda Verde e Amarela, que compõem a Marcha da Família e o Foro Conservador no Estado, promoverão de forma cívica e ordeira o evento na Ponta Negra de Manaus às 16 horas.

Diante da sociedade brasileira, o grupo publicou um manifesto:

MARCHA DA FAMÍLIA CONTRA O ABORTO

A vida deve ser preservada desde a sua concepção, sendo o Estado e seus cidadãos responsáveis em promover ações que resguardem os direitos do nascituro.

A Constituição Federal de 1988, no caput do seu artigo 5º, afirma que a vida é um direito básico de todos os cidadãos brasileiros e dos estrangeiros que aqui residem:

“Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.

Além da C.F., o Estatuto da Criança e do Adolescente em seu artigo 7º também garante o Direito à vida:

“A criança e o adolescente têm direito a proteção à vida e à saúde, mediante a efetivação de políticas sociais públicas que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência”.

Ademais, o Artigo 2º do Código Civil destaca com clareza os Direitos do Nascituro:

“A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro.”

Diante do exposto, portanto, o MCE considera uma violação dos Direitos Humanos qualquer iniciativa que vise a legalização do aborto!

Espera-se que os órgãos legisladores e a população em geral façam oposição a essas tendências de viés ideológico marxista-progressista que contrariam frontalmente a opinião pública, e principalmente os documentos que norteiam e orientam as ações de proteção do Direito que todos têm à vida.

Assim sendo, apoiamos a realização da Marcha da Família contra o aborto que será realizada em todo o país no dia 12/10/23!

Atenciosamente

A Direção do Movimento Conservadorismo Estudantil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *