27/02/2024
Início » Ministério da Justiça manda remover filme de Gentili e Porchat

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) determinou, nesta terça-feira (15), em caráter cautelar, que as plataformas de mídia suspendam em seu portfólio a exibição do filme ‘Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola’, de 2017, mas que estreou este ano em players como a Netflix.

Se a decisão da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) não for cumprida, as empresas podem pagar multa diária de R$ 50 mil.

A pasta comandada pelo ministro Anderson Torres diz que a medida é necessária “tendo em vista a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista”.

No longa, o personagem interpretado por Fábio Porchat pede para receber ‘punheta’ de dois estudantes pré-adolescentes. Críticos da obra afirmam que a cena seria incentivo ou normalização da pedofilia.

Após comentários negativos recebidos pelo público conservador, o ator principal do filme, Danilo Gentili, declarou que o “maior orgulho” de sua carreira é que conseguiu “desagradar com a mesma intensidade tanto petista quanto bolsonarista”.

Vale lembrar que, em 2017, quando foi lançada, a produção também foi alvo do público esquerdista. O jornal Folha de S. Paulo chegou a publicar texto dizendo que a “comédia juvenil ri de bullying e pedofilia”. Posteriormente, após muita repercussão, o jornalista responsável pela matéria foi demitido do veículo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *