27/02/2024
Início » Quem é Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro preso pela PF

O tenente-coronel do Exército Brasileiro Mauro Cesar Barbosa Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), foi preso pela Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira (3), em Brasília (DF).

Agentes cumpriram mandados autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (PF), no âmbito de uma investigação acerca de eventuais crimes na inserção de dados de vacinação contra Covid-19 nos sistemas do Ministério da Saúde.

Na ocasião, a PF também apreendeu os celulares de Jair e Michelle Bolsonaro e esteve na residência do ex-mandatário, localizada no Jardim Botânico, logo no início do dia.

O pai do coronel Cid, o general Mauro Cesar Lourena Cid, foi amigo de Bolsonaro na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) na década de 1970, e essa relação se estendeu a outros membros da família Cid.

Ao longo dos últimos quatro anos, o coronel foi ajudante de ordens do presidente, motivo pelo qual tinha livre acesso ao gabinete no Palácio do Planalto, à residência oficial no Palácio da Alvorada e até mesmo a quartos ocupados pelo ex-chefe do Executivo nos hospitais, após cirurgias e internações.

Além de Cid, a PF também prendeu o secretário de Cultura e Turismo da cidade de Duque de Caxias (RJ), João Carlos Brecha, e outros dois seguranças de Bolsonaro que fazem sua escolta: o policial militar Max Guilherme e o militar do Exército Sérgio Cordeiro.

Oficial do Exército com mais de 20 anos de carreira, Mauro Cid assumiu o cargo de assistência direta presidencial ainda em 2018, pouco antes da posse.

Ele concluiu o curso na Aman em 2000 e chegou a ser instrutor da própria Academia, ministrando os principais cursos da carreira militar, como a escola de Comando Estado Maior, tendo sempre ficado entre os melhores de sua turma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *