28/02/2024
Início » Sem apresentar provas, Lula diz ter “convicção” de que Bolsonaro arquitetou 8 de janeiro

As eleições passaram, mas o clima de disputa política ainda não acabou. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a atacar o seu principal adversário político, o ex-presente Jair Bolsonaro (PL).

Cercado por declarações polêmicas nos últimos dias, o petista teceu novas falas que voltam a gerar tumulto nos bastidores de Brasília.

Sem apresentar provas, Lula diz ter “convicção” de que Bolsonaro e aliados teriam sido responsáveis pelos atos de 8 de janeiro. O dia ficou marcado por invasões e e depredações contra sedes dos Três Poderes, em Brasília.

A afirmação foi registrado em uma entrevista concedida ao jornal espanhol El País nesta quinta-feira (27).

Lula disse que esperava uma tentativa de golpe desde o dia da posse, em 1º de janeiro, e que pode não ter ocorrido na ocasião por ter “muita gente”. Na quarta (26), Bolsonaro prestou depoimento à Polícia Federal e negou qualquer relação com os atos.

— Não tenho dúvidas de que ele tentou dar um golpe. Isso ia acontecer desde o primeiro dia da minha posse, mas como era muita gente, esperei uma semana. Eu vi tudo pela televisão, eles assaltaram o Palácio do Planalto, houve descaso de quem estava assistindo e entraram no Congresso Nacional, no STF e no Palácio. Agora tem gente na cadeia. Procuramos também quem financiou, quem pagou, por exemplo, os ônibus em que vieram. Agora o secretário de Segurança de Brasília está preso. Temos a convicção de que tudo foi organizado por Bolsonaro e sua equipe — sustentou líder petista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *