24/06/2024
Início » URGENTE: TV Globo é condenada por sexismo em processo milionário movido por jornalista

A TV Globo foi condenada a pagar mais de R$ 1 milhão em um processo movido pela jornalista Carina Pereira, ex-apresentadora do Globo Esporte, da Globo Minas.

As informações são do portal NaTelinha, que teve acesso à decisão judicial divulgada no último sábado, 11 de junho. Na ação, segundo o site, o juiz Marcel Luiz Campos Rodrigues entendeu que a ex-funcionária foi vítima de comportamento discriminatório em razão do gênero, praticado pelo respectivo superior hierárquico dela na época.

Em entrevista, André Froes de Aguilar, advogado da profissional de comunicação, disse que a sentença foi justa, visto que muitos direitos da jornalista haviam sido violados.

“Quando a mulher é tratada como um objeto e com conotação sexista, como se observou no presente processo, o Poder Judiciário deve atuar, de maneira contundente a se evitar que o mesmo padrão seja repetido, até porque a violência não é praticada apenas em relação à reclamante, mas em relação a toda e qualquer profissional do sexo feminino. Portanto, justiça foi feita”, comemorou.

No documento, o magistrado julgou precedentes, em parte, as solicitações deduzidas na reclamação trabalhista apresentada pela comunicadora, condenando a TV Globo a pagar um valor arbitrado de R$ 1 milhão, além de R$ 20 mil por honorários advocatícios. Com isso, por envolver um questão de valor arbitrado, a defesa de Carina avalia que a quantia ainda pode aumentar. A decisão cabe recurso.

Ainda conforme o NaTelinha, a alegação de sexismo foi apenas um dos pontos expressos na ação contra o grupo Marinho. A jornalista questionou também sobre acúmulo de funções, horas extras, adicional noturno, feriados, abono e participação nos lucros.

Jornalista Carina Pereira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *