16/07/2024
Início » Bolsonaro confirma pré-candidatura para 26 de março e alfineta Mourão

O presidente da República Jair Bolsonaro (PL) confirmou, nesta quarta-feira (16), que vai lançar sua pré-candidatura no sábado, dia 26 de março, mas que ainda não está definido quem será o vice da chapa pela reeleição.

“Pretendo, sem ser nesse sábado, no próximo, lançar a pré-candidatura aqui em Brasília. O vice, a gente vai esperar um pouco mais, porque tem muita gente querendo, o que é natural”, afirmou Bolsonaro.

Em entrevista à TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte, Bolsonaro ainda disse que o vice será alguém “à altura de representar o presidente”, numa indireta ao atual vice-presidente, general Hamilton Mourão (Republicanos), que em mais de uma oportunidade se posicionou de forma contrária a Bolsonaro em assuntos sensíveis da política nacional.

“Vai ser um vice à altura de representar o presidente nas vacâncias, essa que é a intenção. Não é um vice para ajudar a ganhar a eleição. É um vice para ajudar a administrar o Brasil”, completou.

Um dos nomes cogitados para vice de Bolsonaro é o ministro e general Braga Netto (Defesa), porém não foi oficializado. Mourão, por sua vez, vai concorrer ao Senado pelo Rio Grande do Sul. No fim da tarde desta quarta-feira, ele vai assinar a filiação ao Republicanos.

Mourão está por fora de decisões importantes do governo

Pela manhã, antes de entrar no Palácio do Planalto, Mourão evidenciou que já não participa de algumas reuniões importantes do governo federal, como a da discussão sobre a candidatura dos ministros, entre os quais está justamente Braga Netto.

Questionado sobre a escolha do general como o vice e quem será o substituto na Defesa, Mourão disse que está por fora do assunto e que acompanha as informações pela imprensa e redes sociais.

“Não estou a par desse assunto, só acompanho aquilo que vem sendo publicado e, óbvio, outras coisas que correm aí pelas redes sociais. Então, uma vez que vá ser efetivada a candidatura a vice-presidente do ministro Braga Netto, acredito que o presidente está articulando essa substituição no Ministério da Defesa”, afirmou.

Quanto à campanha de Mourão no Rio Grande do Sul, o general declarou que tentará conciliar a função de vice-presidente com a necessidade de estar presente no estado sulista.

“O que acontece é que eu continuo vice-presidente. Então, a campanha será realizada buscando conciliar a função de vice-presidente com a necessidade de estar presente no estado. Além do que, obviamente, existem todos os cuidados que têm que ser tomados em relação à lei eleitoral para não atravessar nenhuma linha vermelha.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *