28/02/2024
Início » Mercado financeiro prevê desaceleração do PIB e alta de juros em 2023

Nesta segunda-feira (16), o mercado financeiro atualizou sua previsão para os principais indicadores econômicos do Brasil, em um boletim publicado pelo Banco Central (BC).

Houve uma leve alta na expectativa da inflação e também da taxa básica de juros, além da redução da projeção para o Produto Interno Bruno (PIB) de 2023.

Com relação ao IPCA, o índice de preços ao consumidor, que mede a inflação oficial, a previsão saiu de 5,36% para 5,39%, seguindo a tendência de aumento.

Caso as projeções se concretizem, este será o terceiro ano seguido em que a taxa inflacionária fechará acima da meta da autoridade monetária.

Como se sabe, o ciclo econômico de alta da inflação produz uma alta nos juros, o que desacelera o crescimento econômico do país e afeta os mais pobres.

Para a Selic, o aumento foi de 0,25%, passando a 12,50%, ante 12,25% na semana anterior.

Confira as principais expectativas do mercado em 16/01:

Alta do IPCA de 5,39% em 2023, frente 5,36% na semana anterior;

Alta do IPCA de 3,70% em 2024, frente 3,70% na semana anterior;

Selic em 12,50% no final de 2023, ante 12,25% na semana anterior;

Selic em 9,25% no final de 2024, ante 9,25% na semana anterior;

PIB em 2023 de 0,77%, ante 0,78% na semana anterior;

PIB em 2024 de 1,50%, ante 1,50% na semana anterior;

Taxa de câmbio de R$ 5,28 no final de 2023, contra R$ 5,28 na semana anterior;

Taxa de câmbio de R$ 5,30 no final de 2024, contra R$ 5,30 na semana anterior;

IPCA em 5,36% nos próximos 12 meses, frente a 5,36% uma semana antes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *