28/02/2024
Início » Menezes é vítima de “Fake news” que circula em grupos de WhatsApp

O candidato ao Senado Federal pelo Partido Liberal (PL), Coronel Alfredo Menezes, é novamente vítima de “fake news” de áudios forjados criando uma narrativa fora de contexto que faz alusão ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que estão circulando em grupos de WhatsApp desde sexta-feira, 26. Menezes afirmou que essa prática é crime e já acionou o seu corpo para que as providências devidas sejam imediatamente adotadas.

“Isso é uma prática usada por atores alinhados com candidatos da velha política para denegrir a minha imagem. Como as deles estão sujas, tentam macular a minha. Identificamos o autor dos disparos nos grupos e vamos acionar a justiça. É um jogo sujo que deve ser combatido e extirpado do nosso convívio, por isso reafirmo que este é o ano que temos que aposentar pelo menos três dessas figuras”,

afirmou Menezes.

Menezes iniciou uma campanha ao Senado como sempre fez, dizendo a verdade, destacando suas ações exitosas no Exército Brasileiro e na iniciativa privada, fruto de muito estudo, resiliência e meritocracia. Vindo de uma família humilde, o candidato afirmou que tudo que conquistou foi mérito seu e diferente de seus adversários que construíram um patrimônio de forma escusa e sempre dentro da política.

“Não compactuo com esse jogo sujo. Sou totalmente contra e, por isso, vamos procurar a Justiça para processar o autor dessas calúnias. Quero deixar claro para minha população que pretendo e sou diferente de todos esses políticos que estão aí, vou trabalhar com resultados e, realmente, defender o interesse do meu estado no Congresso Nacional como sempre fiz, mesmo sem a legitimidade de um mandato”,

afirmou o candidato ao senado.

📷 Hércules Andrade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *